.

.

domingo, 30 de dezembro de 2007

FELIZ 2008 !

FELIZ 2008 !
Desejo a todos os leitores, amigos e visitantes desse blog, Feliz 2008 repleto de paz, amor e muitas conquistas !

Bookmark and Share

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

O PRIMEIRO NATAL DO "RONDA" NINGUÉM ESQUECE !

O Natal de Fortaleza foi destaque na imprensa nacional, mas não pense que foi mostrando o lado solidário dos cearenses, pelo contrário, deixou todos os cearenses envergonhados e apreensivos. O Natal de Fortaleza virou notícia nas páginas policiais. O primeiro Natal do Ronda do Quarteirão, o programa de segurança pública do governo do Ceará nem é bom lembrar. Na noite do dia 24 de dezembro, a capital cearense registrou o Natal mais violento dos últimos dez anos. O IML (Instituto Médico Legal) recebeu 11 corpos, a maioria vítimas de tiros ou facadas. No dia 26, o resultado final divulgado pelo IML, 28 assassinatos em Fortaleza. Fora os acidentes ocorridos na capital e região metropolitana (mapa da capital Fortaleza).

Enquanto o governador Cid Gomes (PSB) gasta milhões com o Ronda do Quarteirão, a criminalidade aumenta. Era esperado, eu avisei que esse programa não passa de desperdício de dinheiro público, sabe por que? É um programa mal planejado, feito às pressas para preencher o programa de governo do então candidato ao governo Cid Gomes. O programa não assusta nem ladrão de galinha, menos ainda bandidos que estão mais bem estruturados que os policiais do Ronda do Quarteirão, estes foram treinados em 90 dias pra garantir a segurança dos fortalezenses.

O bairro Bom Jardim, considerado um dos mais violento de Fortaleza continua. O bairro foi escolhido pelo governador Cid Gomes como bairro-piloto onde seria testado a eficiência – que não existe – do programa de segurança pública, o famigerado Ronda do Quarteirão. Até quando será que a população não se deixará ser enganada por propostas de milagres para a segurança? Precisa sofrer mais para ver que esse programa mal estruturado não passou de mais uma esperteza de políticos ávidos para ganhar mais uma eleição ?!

Mas é claro que o governador e seus admiradores irão dizer que qualquer julgamento para o programa é injusto, pois o programa está implantado apenas dois meses. Mas que programa é esse que não intimidou os bandidos, os criminosos que colocaram o Natal de 2007 como o mais violento dos últimos dez anos? O que faltou foi competência para implantar o programa. Afinal, as viaturas de luxo estão servindo apenas para promover um desfile de luxo e mostrar o descaso com dinheiro público.

Preocupado na imagem de bom gestor o governador Cid Gomes (PSB) investe em propaganda nas grandes emissoras de televisão do país e usa um slogan que vai ao desencontro do que mostra os números do IML divulgado nesta semana, o governo mostra belas praias do Ceará, lugares turísticos e usa o slogan Ceará, viva essa alegria ! A prefeitura petista do vice-governador Francisco Pinheiro também não deixa por menos, brada aos quatro cantos com outro slogan que impressiona quem não conhece a violência, Fortaleza é Bela. Mas diante de tanta violência apenas em três dias, qual o motivo de alegria quanto menos pensar em ir passar o réveillon em Fortaleza ?!
Bookmark and Share

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

KASSAB, O PREFEITO COLGATE !

A Lei Cidade Limpa criada ano passado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM) que restringe a propaganda de outdoors, painéis eletrônicos, mostrou neste Natal um resultado mais do que o esperado, a cidade ficou muito melhor, as decorações natalinas ficaram possíveis de serem vistas ! Com esta lei, o prefeito que até então era desconhecido pela maioria dos paulistanos, ficou conhecido no país inteiro, até a imprensa mundial deu destaque para a Lei Cidade Limpa.

Até que enfim uma lei que foi criada e ‘pegou’, algumas leis criadas em São Paulo não surtem efeito; exemplo a lei que proibe fumar em locais públicos, existe, mas é faz-de-conta. A mais recente é a lei que multava os bancos se não atendesse o cliente em 15 minutos, após pegar uma senha ao chegar no banco. Não ‘emplacou’. Os bancos recorreram da decisão alegando que não é da alçada da prefeitura legislar sobre isso.

O prefeito Gilberto Kassab comprou uma briga grande com os empresários das placas - quem não lembra o bate-boca com um dos donos de placas, a partir daí Kassab ficou conhecido por todos os paulistanos e brasileiros - outdoors e painéis eletrônicos e não cedeu as pressões, o resultado foi um Natal mais bonito sem poluição visual. Kassab ganhou o apelido "prefeito colgate", terrível contra as placas ! Combate a placa como nenhum outro !
Bookmark and Share

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

A ARTE DE ROUBAR ARTE

O roubo das telas no MASP (Museu de Arte Moderna de São Paulo), na madrugada de quinta-feira (20) mostra a fragilidade que se encontra os museus do Brasil, aliás, a cultura está esquecida. A Biblioteca Mário de Andrade, o Museu do Ipiranga também foram vítimas este ano dessa 'nova' modalidade de assalto, o roubo à obras de artes. Sem um sistema eficaz de segurança o MASP virou vítima de ladrões que transformaram a gatunagem em arte de roubar arte.

Os dois quadros roubados do MASP, de Cândido Portinari (o lavrador de café) e de Pablo Picasso (retrato de Suzanne Bloch) é um grande golpe à cultura e a arte brasileira, expondo a fragilidade da segurança que é feita nos museus brasileiros. Mostrou que é tão fácil roubar uma preciosidade dessa que, apenas um pé-de-cabra e um macaco hidráulico.

A cultura dispõe de verbas que está prevista na Lei Rouanet, mas alguns políticos parecem ignorar e incentivo à cultura fica limitado a meia dúzia de defensores da arte. Um museu da grandiosidade do MASP é inaceitável que seu sistema de segurança seja tão arcaico, nem câmeras de segurança têm. Detentor de um grande tesouro da arte, o MASP passa por momentos difíceis, as brigas para medir forças dentro do museu parece ter mais importância que a segurança frágil. Muito estranho os seguranças terem ouvido nenhum barulho. As dívidas adquiridas pelo museu passam dos R$ 10 milhões.

Agora, depois da casa assaltada, como diz o dito popular, os planos para a segurança não faltam, agora é tarde e as telas dos artistas mais importantes do século XX deve estar longe, muito longe do Brasil. O ministro da Cultura, Gilberto Gil disse que não acredita que o roubo tenha sido cometido por ladrões brasileiros, mas sim, por grupos de fora. Enquanto o ministro Gil, a policia federal e a Interpol procuram os criminosos, o placar continua de 10x0; Dez para os ladrões de museus e zero para o descaso dos governantes que não investem na segurança dos museus e bibliotecas brasileiras.
Bookmark and Share

domingo, 23 de dezembro de 2007

A GREVE, O GOVERNO E O BISPO CAPPIO

Após 24 dias em greve de fome, o Frei d. Luiz Flávio Cappio(foto), bispo de Barra (BA), encerrou sua a greve e se diz decepcionado com a decisão do STF, em particular do ministro Carlos Alberto Direito que autorizou a retomada das obras de transposição do Rio São Francisco. O bispo de Barra disse: “a decisão do Supremo foi subserviente”. Afirmou também que não há possibilidades de uma terceira greve de fome. D. Luiz Flávio Cappio se diz preocupado com o Estado de Direito e perguntou: “não estamos em uma ditadura ?”. Para d. Flávio Cappio, quando o governo tem numa mão o Legislativo e na outra, o Judiciário, isso coloca em xeque a questão do Estado de Direito.

Em 2005, quando d. Flávio Cappio fez a primeira greve de fome o presidente Lula conseguiu por meios de seus interlocutores sanar o impasse e prometeu fazer uma reavaliação, trocados em miúdos, entender o ponto de vista do bispo mas sem parar o projeto, o enviado a missão nada fácil foi Jacques Wagner, então ministro das Ralações Institucionais, hoje, governador da Bahia. Agora, na segunda greve, o governo enviou dois emissários, o Secretário-Geral da Presidência, Luiz Dulci e o chefe de gabinete Gilberto Carvalho, mas não foi à Barra ou a Sobradinho, foram a CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) para tentar fazer d. Luiz Flávio Cappio desistir da greve de fome e não criar mais embaraço no projeto de transposição do Rio São Francisco e nada mais aconselhável do que procurar a CNBB, para exigir do bispo o fim da greve.

Ao procurar a CNBB por intermédio de seus interlocutores, o governo Lula foi surpreendido, a CNBB disse que estava de total acordo a greve de fome do bispo e que não haveria interferência da Igreja Católica pelo contrário, mobilizou todos os fiéis para que jejuassem em apoio a greve de d. Luiz Flávio. A igreja católica demonstrou que continua unida e não que não estar mais apoiando o governo Lula, pelo menos em projetos desse tipo que não irá resolver o problema da seca, mas beneficiar os empresários do agronegócio. Os movimentos sociais da igreja católica deram as costas para o governo federal e para dar continuidade ao projeto de transposição das águas do Rio São Francisco, o Judiciário deu uma força ao governo que estufou o peito e mostrou quem manda no governo, ele mesmo, o presidente Lula que iniciou sua carreira política amparado pelos movimentos sociais e da igreja católica que até ontem endossava os projetos do governo. Hoje, se pode dizer que estes movimentos sociais da igreja católica não comungam mais dos mesmo ideais do governo que prometeu a reforma agrária e tantas outras reformas.

A repercussão sobre a decisão do STF para a continuação das obras no Rio São Francisco foi tanta que, em Brasília, a atriz Letícia Sabatella, presidente da ONG Humanos Direitos, chorou após saber da decisão do ministro Carlos Alberto Direito. A atriz saiu em defesa do bispo num artigo no jornal O Globo pelo ato que classificou como “uma profunda nobreza”. Letícia Sabatella foi criticada em outro artigo, escrito pelo ex-ministro da Integração Nacional e principal defensor do projeto de transposição das águas do São Francisco, o deputado federal, Ciro Gomes (PSB) que diz afirma que o povo será beneficiado, mas para a atriz, quem ganha é o capital. O deputado Ciro Gomes também teceu críticas ao bispo, dizendo que: “por mais nobres que sejam seus motivos – e são, no mínimo, equivocados – o bispo Cappio não tem direito de fazer a Nação de refém de sua ameaça de suicídio. Qualquer vida é preciosa demais para ser usada como termo autoritário, personalista e messiânico de constrangimentos à República”.

Como sempre, o deputado falastrão Ciro Gomes sai em defesa do governo Lula, galgando ser o escolhido do Planalto em 2010. Usa a transposição das águas do Rio São Francisco como panfletagem para sua carreira política e em especial a possível candidatura em 2010, jamais esteve preocupado no bem-estar dos ribeirinhos e os que serão afetados com esse projeto que representa uma afronta ao povo do sertão semi-árido porque vai ajudar os grandes empresários do agronegócio e não resolverá o problema da seca no nordeste. O problema com a seca na região do nordeste é mais antiga do que se pensa, D. Pedro I mandou construir o primeiro açude brasileiro em Quixadá (CE) para acabar com a seca por lá, já se passaram muitos anos e a seca persiste, o açude continua lá, o mais antigo do país. O deputado Ciro Gomes usa essa bandeira como a plataforma para sua próxima campanha, porque nunca esteve preocupado com as famílias da região ribeirinha. Ao contrário do deputado Ciro Gomes, o bispo d. Flávio Cappio não é um panfletário e não tem pretensões políticas, apenas ver que este projeto é um desaforo e que não resultará num bem maior de beneficiados pela transposição das águas do Velho Chico.
Bookmark and Share

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

A REPERCUSSÃO DO FIM DA CPMF

A repercussão sobre o fim da CPMF foi grande e vários políticos que defendiam a prorrogação do imposto, o qual que foi criado para ser provisório e se tornou permanente, saíram em defesa do governo federal, o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB) comentou o fim da CPMF, segundo Cid Gomes “ terá conseqüências para o país inteiro...’. O governador cearense ainda deu uma alfinetada na oposição dizendo que: “ o papel da oposição responsável não é o papel de esganar o governo, de tentar trucidar , matar o governo”.

Há um resvalamento na defesa que o governador fez. Primeiro porque ele não tem oposição no governo do Ceará, existe apenas uns dois gatos pingados travestidos de oposição, mas que saem em defesa do governador ou de algum parente dele, caso a imprensa comente algo que não seja do agrado da oligarquia irritada dos Ferreira Gomes. Cid nunca teve oposição, quando governou Sobral (cidade há 248 km de Fortaleza) a história de era a mesma, sem oposição. Nunca foi oposição, porque sempre esteve ao lado de quem estava no poder, então não se pode validar a opinião do governador porque ele não tem oposição, tem deputados que são coniventes com o governo dele. Mas talvez o governador cearense chame isso de oposição responsável.
Bookmark and Share

CHEQUE EM BRANCO

A oposição deu ao governo um cheque em branco, aprovou a DRU (Desvinculação das Receitas da União). Após idas e vindas depois da novela do fim da CPMF, o governo entrou em acordo com a oposição e poderá usar até 20% de verbas oriundas de impostos e contribuições sociais.

Segundo o senador Agripino Maia (DEM-RN), esse acordo para aprovação da DRU foi possível porque acredita que o governo irá cumprir com a palavra e não dará nenhuma ‘surpresa’ para os brasileiros no próximo ano. A oposição acredita que o governo se comportará como um bom menino, mas não acredito que isso possa acontecer, o presidente Lula vai surpreender a oposição de alguma forma. Aguardem.
Bookmark and Share

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

BERZOINI É REELEITO PRESIDENTE DO PT

O PT (Partido dos Trabalhadores) confirmou reeleição do deputado federal Ricardo Berzoini (SP) para a presidência do partido para o biênio 2008/2009, com 61,41 % contra os 38,95% de Jilmar Tatto (SP). A vitória era certa, mas foi decidida no segundo turno. Berzoini representa o grupo político do ex-deputado cassado José Dirceu (SP) e deixando bem claro que o ex-deputado continua com suas forças dentro do PT, mesmo que seja nos bastidores. O outro candidato, Jilmar Tatto representa o grupo da ministra do Turismo, Marta Suplicy que sempre mediu forças com Dirceu, dentro e fora do PT paulista.

Berzoini tentará deixar o partido bem fortalecido nas eleições de 2008 e servirá de um teste para a campanha de 2010 à presidência da República. Berzoine vai convocar os petistas para estarem juntos e unidos com candidatos a prefeitos em todas as capitais do país, assim, deixa um caminho preparado para o candidato do PT nas eleições de 2010. O PT precisará mesmo de juntar os pedaços e repensar suas bandeiras ideológicas e fazer alguns ajustes, mas geral, pra valer !
Bookmark and Share

domingo, 16 de dezembro de 2007

SE A ELEIÇÃO FOSSE HOJE...

O Instituto Datafolha divulgou semana passada uma pesquisa para sucessão à prefeitura de Fortaleza a qual deixou políticos e cabos-eleitorais em polvorosa movimentação nas sedes dos partidos, alguns nem quiseram comentar a pesquisa. Mostrou também que o eleitorado fortalezense é mesmo imprevisível. Confira a pesquisa:
Moroni Torgan (DEM) 29 % , Luizianne Lins (PT) 19 % , Lúcio Alcântara (PR) 17%, Patrícia Saboya (PDT) 10 % e Marcos Cals (PSDB) 5%. A pesquisa aponta um cenário político que promete muitas emoções nas eleições de 2008 para a prefeitura de Fortaleza.

A divulgação da pesquisa deixou a equipe da prefeita Luizianne Lins em sinal de alerta que, precisa mostrar as ações de seu governo, senão será engolida pelo Democrata Moroni Torgan que tem trabalhado nas bases mais periféricas de Fortaleza, reduto eleitoral da petista. Se a prefeita pensar que a aliança com o PSB do governador Cid Gomes vai fortalecer sua candidatura à reeleição, ledo engano, o governador neosocialista irá apoiar dois candidatos, isso mesmo, estará apoiando sua ex-cunhada, a senadora Patrícia Saboya (PDT) e o tucano Marcos Cals (Cals não confirmou se é candidato) mas sua candidatura é uma alternativa para o fortalecimento do PSDB na capital cearense. Claro que esse apoio do governador Cid Gomes será na surdina, afinal, para o eleitorado fortalezense, a candidata dele é a prefeita Luizianne Lins (PT). Mas quem conseguir passar para o segundo turno, Patrícia ou Cals, terá o apoio explícito do governador Cid Gomes. Tudo isso é em nome da amizade que Cid Gomes tem com o tucano Tasso Jereissati, aliás, toda família Ferreira Gomes. Quando chegar setembro, outubro do ano que vem, você verá que não viajei na maionese com essa minha tese.

A boa surpresa da pesquisa não foi apenas para o Democrata Moroni Torgan, o ex-governador, Lúcio Alcântara foi citado na pesquisa e muito bem colocado. Seria a indignação do eleitorado que viu Alcântara ser esquecido por Tasso Jereissati no processo eleitoral do ano passado? Lúcio Alcântara era candidato à reeleição pelo PSDB e não teve o apoio do então presidente do partido, o senador Tasso Jereissati que apoiou Cid Gomes. Essa pode ser a resposta para que Lúcio Alcântara tenha sido bem lembrado pelo povo de Fortaleza nessa pesquisa, a outra pode ter sido a fama que ele tem de ser um bom gestor e não deixou a desejar quando governou o Ceará e foi prefeito de Fortaleza. Com o resultado dessa pesquisa Lúcio Alcântara reacende a chama da esperança de ser candidato a prefeito em 2008 e não a vaga de vereador como pretendia a sua nova casa, o PR. O Partido da República pretendia lançar Gastão Bittencourt (presidente da Fecomércio no Ceará) como candidato a prefeito e Lúcio a vereador, mas após esse bom pontapé inicial que a pesquisa mostrou, o PR deve pensar novos rumos para disputa à prefeitura da capital cearense em 2008.
Bookmark and Share

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

O FIM DA CPMF

O Senado derruba a prorrogação da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira). Dos 79 senadores presente à votação, 45 votos SIM e 34 NÃO, o governo precisava de 49 votos para aprovar a CPMF. O governo sai derrotado e isso demonstra que a equipe encarregada pela negociação com a oposição falta entrosamento, falta articulação e não adianta mandar carta em última hora endossada pelo presidente que não tem validade. Também não adiantou o governo usar discurso dramático tentando sensibilizar os senadores e a opinião pública de que, caso não votassem a prorrogação do imposto, os programas sociais (Bolsa-Família e companhia...) seriam interrompidos e a saúde afetada. Para resumo da ópera; os recursos para a saúde estão garantidos na Constituição.

O governo não negociou e pensou que a distribuição de cargos para o PMDB seria suficiente para aprovação, caiu do cavalo, numa queda nunca vista na história do governo Lula. Não pense que o governo não irá deixar tudo numa boa, nada disso! Criar um novo imposto agora não é possível porque se fizer, entrará em vigor após um ano; então para melhor retaliar a oposição, Lula poderá reduzir o superávit, ou seja, diminuir o pagamento da dívida, com isso aumenta dívida e coloca o país como um risco para investimentos estrangeiros. O presidente corre para refazer o orçamento de 2008 e como fazer contenções para suprir a falta de R$ 40 bilhões que a CPMF representava.

O governo vai retaliar sim, todos os que votaram contra a prorrogação tem as possibilidades de aumentar o IOF, ISS. A FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) sentirá isso, o motivo seria a mobilização que o presidente da entidade, Paulo Skaf fez contra a prorrogação do imposto. Skaf promoveu até um show “Xô CPMF”, o qual contou com a participação de parlamentares que defendiam o fim do imposto. Skaf levou à Brasília um milhão de assinaturas em vários carrinhos de supermercados de brasileiros que não queriam a continuação da CPMF.

O governo precisa refazer as contas e gastar menos. O gasto com o governo federal em 2006 foi um dos maiores dos últimos anos, mais de R$ 210 milhões, as despesas vêm de todos os lados, principalmente com os cargos comissionados que o governo contrata sem precisar de concurso, inchando a máquina pública. Qualquer coisa, põe na conta que o brasileiro paga. Desde que assumiu em 2003, as contratações e gastos no governo aumentou a cada dia. Isso foi mostrado em outubro numa série de reportagem do jornal O Globo.

A oposição votou unida e comemorou (foto) a derrota do governo, mas para que isso acontecesse, o líder do PSDB, Arthur Virgilio (AM) ameaçou renunciar a liderança do partido e conseguiu no grito, isso mesmo, no grito ! a união da bancada oposicionista. Não sei o que passou na cabeça do senador Pedro Simon (PMDB-RS) que foi à tribuna para pedir o adiantamento da sessão por mais algumas horas e houve bate-boca entre Simon e Virgilio, mas no fim, tudo deu certo e a oposição que deu vida a CPMF, decidiu que era chegada a hora da morte do imposto que foi gerado pelo governo Collor e nasceu no governo FHC. O PT que era contra a criação da CPMF, hoje defendia com unhas e dentes a prorrogação da contribuição que seria provisória...

Confira abaixo quem votou a favor e quem votou contra a CPMF:
Contra:
Adelmir Santana (DEM-DF)Álvaro Dias (PSDB-PR)Antonio Carlos Junior (DEM-BA)Arthur Virgílio (PSDB-AM)César Borges (PR-BA)Cícero Lucena (PSDB-PB)Demóstenes Torres (DEM-GO)Eduardo Azeredo (PSDB-MG)Efraim Morais (DEM-PB)Eliseu Rezende (DEM-MG)Expedito Junior (PR-RO)Flexa Ribeiro (PSDB-PA)Geraldo Mesquita (PMDB-AC)Heráclito Fortes (DEM-PI)Jarbas Vasconcellos (PMDB-PE)Jayme Campos (DEM-MT)João Tenório (PSDB-AL)Jonas Pinheiro (DEM-MT)José Agripino (DEM-RN)José Nery (PSOL-PA)Kátia Abreu (DEM-TO)Lúcia Vânia (PSDB-GO)Mão Santa (PMDB-PI)Marco Maciel (DEM-PE)Marconi Perillo (PSDB-GO)Maria do Carmo Alves (DEM-SE)Mario Couto (PSDB-PA)Marisa Serrano (PSDB-MS)Papaléo Paes (PSDB-AP)Raimundo Colombo (DEM-SC)Romeu Tuma (PTB-SP)Rosalba Ciarlini (DEM-RN)Sérgio Guerra (PSDB-PE)Tasso Jereissati (PSDB-CE)

A favor:
Almeida Lima (PMDB-SE)Aloísio Mercadante (PT-SP)Antonio Carlos Valadares (PSB-SE)Augusto Botelho (PT-RR)Cristovam Buarque (PDT-DF)Delcídio Amaral (PT-MS)Edson Lobão (PMDB-MA)Eduardo Suplicy (PT-SP)Epitácio Cafeteira (PTB-MA)Euclydes Melo (PTB-AL)Fatima Cleide (PT-RO)Flavio Arns (PT-PR)Francisco Dornelles (PP-RJ)Gerson Camata (PMDB-ES)Gilvam Borges (PMDB-AP)Gim Argello (PTB-DF)Ideli Salvatti (PT-SC)Inácio Arruda (Pc do B-CE)Jefferson Péres (PDT-AM)João Durval (PDT-BA)João Pedro (PT-AM)João Ribeiro (PR-TO)João Vicente Claudino (PTB-PI)José Maranhão (PMDB-PB)José Sarney (PMDB-AP)Leomar Quintanilha (PMDB-TO)Magno Malta (PR-ES)Marcelo Crivella (PRB-RJ)Neuto do Conto (PMDB-SC)Osmar Dias (PDT-PR)Patricia Saboya (PDT-CE)Paulo Duque (PMDB-RJ)Paulo Paim (PT-RS)Pedro Simon (PMDB-RS)Renan Calheiros (PMDB-AL)Renato Casgrande (PSB-ES)Romero Jucá (PMDB-RR)Roseana Sarney (PMDB-MA)Sérgio Zambiasi (PTB-RS)Serys Slhessarenko (PT-MT)Sibá Machado (PT-AC)Tião Viana (PT-AC)Valdir Raupp (PMDB-RO)Valter Pereira (PMDB-MS)Wellington Salgado (PMDB-MG)
Bookmark and Share

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

GARIBALDI É O NOVO PRESIDENTE DO SENADO

O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) é o novo presidente do Senado Federal. Eleito com 68 a favor, 8 contra e 2 abstenções, o peemedebista tinha a vitória garantida, era candidato único. Garibaldi tinha o apoio dos figurões do partido, José Sarney (AP), Michel Temer (SP – presidente do partido) e Jader Barbalho (AP).

Sobre os escândalos que abalaram a imagem do Congresso, Garibaldi disse: “Devo tirar desses episódios lições que certamente serão valiosas para a presidência. A legitimidade do poder nasce e repousa na forma como se exerce o poder". O PMDB comemorou, afinal, Garibaldi era o candidato do partido e do presidente Lula. A esperança do presidente Lula agora é que a prorrogação da CPMF seja conduzida pelo novo presidente do Senado e aprovada até 2011.

Garibaldi substituirá Renan Calheiros (PMDB), mas o novo presidente do Senado é investigado pelo MP do Rio Grande do Norte sobre sua campanha em 2002 ao Senado. Segundo a denúncia de quatro promotores da Defesa do Patrimônio Público (RN), seria desvios de recursos públicos num valor de R$ 210 mil que teriam saído dos cofres da Secretario de Defesa Social.

Na época, Garibaldi disse que a denúncia era ‘inócua’ e o MP constatou que ele era apenas um ordenador de despesas, apenas fez parte da chapa da campanha. Mas o dinheiro foi parar nas contas bancárias de 17 pessoas que foram contratadas pela empresa de marketing político Polis Propaganda e Publicidade. Será que o Senado saiu de um barco furado e entrou numa velha canoa? Quem sabe tenha saído do espeto e caiu na brasa.

É estranho o PSDB ou o DEM não terem lançado candidatos, por que tanta acomodação? A carta de reivindicações que os tucanos levaram ao novo presidente do Senado não representa a vontade da maioria da bancada que almejava uma candidatura própria à presidência do Senado.

Mas a realidade é outra, às decisões dos partidos PSDB e DEM continuam restritas a meia dúzia de figurões da legenda que se autodenominam donos. A oposição tem que ser mais rígida com o governo federal, porque fazer esse jogo do faz-de-conta que é oposição sem ser não dar mais; melhor seguir o caminho do Garibaldi que era um dos críticos do governo, mas numa bandeirada de acórdão, se tornou um fiel soldado do governo.
Bookmark and Share

MORRE OTTOMAR PINTO

Morreu nesta terça (11), aos 76 anos, o governador de Roraima, Ottomar de Sousa Pinto (PSDB). Ottomar estava em Brasília e se encontraria hoje com o presidente Lula para discutir assuntos referentes as transferencias de terras da União para o Estado. O governador sofria de problemas cardíacos e era diabético. No início da manhã um assessor tentou falar com ele, não obteve resposta, chamou um funcionário do hotel e levaram ao Incor (Instituto do Coração), mas segundo os médicos que atenderam, Ottomar chegou sem vida.


O corpo do governador deverá chegar a Roraima às 10h desta quarta-feira e será velado na Assembléia Legislativa do Estado. Primeiro ocorrerá uma cerimônia reservada para os familiares e depois aberta ao público para dar o último adeus a Ottomar Pinto que governou o estado por quatro vezes. Natural de Pernambuco, mas fez carreira política em Roraima. O presidente Lula será representando pelo vice-presidente, José Alencar.
Bookmark and Share

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

MAIS UMA VEZ...

Mais uma vez o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) da Paraíba cassa o mandato do governador Cássio Cunha Lima (foto) do PSDB, acusado de usar o jornal A União, órgão que pertence ao governo, na campanha de 2006, segundo a denúncia da oposição, Cássio teria se beneficiado com o uso do jornal.

O governador se mantém no cargo por força de uma medida cautelar expedida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Parece não ter fim essa novela na Paraíba, Cássio vai ou fica promete grandes emoções até o final, em 2010, quando acaba o mandato do governador reeleito em primeiro turno.
Bookmark and Share

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

DUAS CARAS, A CARA DA ESQUERDA NA TV

Você não errou de blog (risos). O autor da novela Duas Caras, Aguinaldo Silva das 20h da Rede Globo que começa às 21h, a cada dia dar mais enfoque a política brasileira; dia desses num tumulto ocorrido na novela, a personagem Gioconda (Marília Pêra) disse que a culpa daquilo era o neoliberalismo do Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República, se referindo a uns problemas vividos na favela fictícia Portelinha. No mesmo capítulo, o personagem Juvenal Antena (Antonio Fagundes) fez referências ao projeto de lei do deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ) que defende a legalização da maconha; o personagem Juvenal Antena diante de um confronto na favela fictícia, ironizou o projeto de lei “ainda tem gente que defende a legalização da maconha...”.

Dias depois, a novela voltou a usar a política como referência, quando o personagem Macieira (José Wilker) relembra num rápido pensamento que, naquele lugar, centro do Rio de Janeiro, ele, Macieira estivera ali, em 1968, conhecido como os Anos de Chumbo, quando a classe artística era uma das mais perseguidas pela ditadura militar. O autor se referiu a ele mesmo, um dos perseguidos pelo regime, Aguinaldo abordou o tema na ultima novela dele Senhora do Destino e agora dar umas pinceladas na história política contemporânea também. O autor de Duas Caras foi um dos mais perseguidos porque nunca escondeu sua identidade esquerdista e foi o criador do jornal alternativo O Lampião, que defendia os homossexuais. Mas não deixa de ter seu mérito, afinal, nos Anos de Chumbo e até início da década de 90, a liberdade de expressão era restrita em novelas. O autor so precisa dosar certo pra que na fique maçante.


Essa postagem fugiu um pouco da proposta do blog que é sobre política? Acho que não! Tenho observado a linha política que a novela das 21h estar seguindo. A esquerda mostra a cara nesta novela, bandeira a qual Aguinaldo Silva nunca deixou de militar. Nem sempre surge como algo positivo, isso pode deixar um ator estigmatizado. Quem não lembra da frase célebre da atriz Regina Duarte que disse num horário político “eu tenho medo do PT !” sem falar em Cláudia Raia (campanha do Collor 1989), Samanta Monteiro (campanha a governador de SP, Paulo Maluf em 1998) Falar de política tem um peso grande e quando artistas renomados tomam essa decisão devem ter noção o quanto isso pode influenciar na profissão. É um preço alto que pagam, o tiro às vezes pode sair pela culatra. Este mesmo risco corre Aguinaldo Silva se insistir nos diálogos dos próximos capítulos. Na visão da maioria dos telespectadores, novela não é lugar de usar a política ( a política social passa despercebida) como referencia, porque para isso, o Jornal Nacional que antecede a novela, já ‘mastigou’ o assunto.
Bookmark and Share

QUEBRA DE DECORO OU FALSA MORALIDADE ?!

Continua o impasse na Assembléia Legislativa de São Paulo para avaliar se o deputado Carlos Gianazzi (foto) do PSOL quebrou o decoro parlamentar ou não. O motivo foi a apresentação do transformista Henrique Rocha, 20 anos de nome artístico Nick Perón em outubro deste ano.

A convite do deputado Gianazzi que integra a frente parlamentar em defesa dos homossexuais e toda a bandeira do movimento GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e trânsgeneros ) O transformista se apresentou na Assembléia com trajes sumários; fio dental e sutiã o que provocou indignação por parte da bancada evangélica, por parte do deputado Waldir Agnello (PTB).

O deputado Carlos Gianazzi diz que não houve quebra de decoro parlamentar porque o transformista usou a apresentação como forma de protesto contra a homofobia a qual os homossexuais são vitimas diariamente e que não houve striptease, para o deputado Gianazzi, quebra de decoro parlamentar foi o mensalão.

O presidente da Assembléia, o tucano Vaz de Lima vai avaliar o caso pra ver se houve quebra de decoro parlamentar ou não. Se for avaliado pelo lado político, o deputado Carlos Gianazzi corre o risco de perder o mandato, o PTB do deputado Agnello é da base aliada do governador Serra, o qual precisa muito do apoio do PTB para votações naquela Casa.
Bookmark and Share

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

UMA GUIRLANDA À LA CLODOVIL !

O enfeite de natal, colocado sobre a porta do deputado federal Clodovil Herdades (PTB-SP), tem causado comentários de vários tipos: “espalhafatoso”, “exagerado”; estes são alguns dos adjetivos para a guirlanda confeccionada pelo próprio Clodovil. O deputado continua em São Paulo se recuperando de uma crise de hipertensão.

Com folhas secas de imbaúba e galhos retorcidos, o deputado fez um arranjo natalino quem tem dado o que falar em Brasília. As portas também não foram esquecidas, foram revestidas com uma espécie de adesivo nas cores verde e amarelo, com votos de Feliz Natal e Feliz Ano Novo.

O tamanho da guirlanda é o que tem causado espanto e comentários entre os deputados que circulam pelos corredores do segundo andar, onde fica o gabinete de Clodovil. Na Casa do Povo, alguns dizem quem não é permitido, pelo tamanho que é um exagero, mas a assessoria do deputado informou que a instalação foi feita com autorização da equipe responsável .
Bookmark and Share

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

PIZZARIA BRASIL

Após renunciar à presidência do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) é absolvido do quarto processo que era acusado de usar ‘laranjas’ para a compra de duas emissoras de rádio e um jornal em Alagoas, tendo como sócio, o usineiro João Lyra. Por 48 votos contra e 29 a favor da cassação de Renan, apenas 3 abstenções. A expressão no rosto do senador era de alegria, afinal, sua tropa que estava em campo e o governo que é engessado pelo PMDB, partido de Renan possibilitaram a segunda absolvição e confirmando o sucesso da Pizzaria Brasil, que nesta noite de quarta-feira trabalhou um pouco mais para atender o pedido tanta pizza e sabores variados.

Se fosse cassado Renan Calheiros perderiam os direitos políticos por oito anos, mas seus colegas foram fiéis e cegos, não viram nada que caracterizasse quebra de decoro parlamentar. Parece que Renan tomou vacina para imunizá-lo contra qualquer tipo que tenha semelhança com quebra de decoro, mesmo que tudo indique e mostre que tenha ocorrido; ter contas pessoais pagas por um lobista não é quebra de decoro, é amizade; vender cervejaria da família por um valor fora de mercado também não pode ser considerado quebra de decoro e por último, usar ‘laranjas’ para obter empresas de comunicação não configura em quebra de decoro parlamentar. Mas aonde posso encontrar esta vacina tão forte que apenas Renan tomou e resistiu ao máximo ?

Os companheiros de Renan que o absolveram, reforça os dado de uma pesquisa que mostra os jovens entre 16 a 21 anos não tem nenhum interesse pela política e mais, os políticos continuam em primeiro lugar no descrédito entre estes eleitores. Absolver Renan mais uma vez é algo inadmissível diante de tantas evidências as quais os dados dos relatórios mostram. Mas o show não pode parar e o forno da Pizzaria Brasil continua sempre aquecido, pronto para uma nova fornada de pizza, seja na Câmara ou no Senado. Hoje, mais uma noite que os brasileiros dormem descrente da maioria dos políticos e Renan dorme sonhando com seus anjinhos da guarda ( os amigos senadores ) que lhe permitiram continuar com as mordomias como senador da República.
Bookmark and Share

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

RENAN RENUNCIA À PRESIDÊNCIA DO SENADO !

Após seis meses na corda bamba, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), renunciou na tarde desta terça-feira (4) à presidência do Senado. Renan se viu sozinho, sem poder contar com o apoio do governo, não encontrou outra alternativa, encontrou na renúncia como única saída.

Neste processo que está sendo votado agora pelo Senado, Renan é acusado de usar ‘laranjas’ para comprar emissoras de rádio e um jornal em Alagoas, em sociedade com o empresário João Lyra.

O governo não segurou mais Renan porque ou ficava com este abacaxi ou perdia toda a plantação da CPMF e com essa manobra, o governo se livra do empecilho que Renan se tornou no Senado e virou um dos obstáculos para a prorrogação do imposto sobre movimentação financeira.

O PMDB, partido do senador Renan Calheiros não perde com a renúncia dele, pelo contrário, o PMDB é de fato, o que mais se beneficia com porque continuará ocupando o cargo da presidência do Senado; primeiro porque é o partido com maior número de senadores e segundo, os peemedebistas não dão murro em ponta de faca. Quem vivia na corda bamba mesmo é o governo Lula que precisa fazer o jogo do PMDB ou não verás a prorrogação da CPMF.
Bookmark and Share

DERROTADO !

O Referendo proposto pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez, que pretendia fazer reformas na Constituição e garantir super poderes foi rejeitado pela população, 56 % disse NÃO contra 44 % que disse SIM, estariam a favor da reforma constitucional, garantindo poderes ao presidente Chávez.

O presidente Hugo Chávez, aparentemente frustrado com a escolha da maioria da população que rejeitou esta mudança na Constituição venezuelana, disse que: “ eles não estão preparados para um modelo de socialismo”. O que Chávez não que diz dizer que seu poder está ameaçado, como pretendia em seus planos, ser o novo líder da América.
Bookmark and Share