.

.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

OS SEGREDOS MAIS ESCUROS DE NIXON

Lançada neste mês nos Estados Unidos, a biografia do ex-presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, de autoria do veterano correspondente da Casa Branca, o jornalista Don Fulsom vem causando polêmica. Na obra, o autor afirma que Nixon era homossexual, maltratava a esposa e tinha graves problemas com a bebida.

A biografia Os Segredos Mais Escuros de Nixon: A História dos Bastidores do Presidente Mais Problemático da América – em tradução livre - foi toda escrita com dados obtidos através de relatórios oficiais, fontes diretas da Casa Branca e ex-congressistas, segundo Fulsom.

A relação de amizade entre o ex-presidente Nixon e seu amigo banqueiro Charkes "Bebe" Rebozo, de origem cubana, era turbulenta e forte. O ex-presidente frequentava a casa do amigo a qualquer hora do dia ou da noite, sozinho ou com sua esposa. Nem as acusações de ser ligado à máfia, afastavam Richard Nixon de seu amigo Rebozo, afirma o autor.

Um ex-repórter da revista Time contou ao autor em depoimento, que viu o presidente Nixon segurando a mão do banqueiro durante um jantar em Washington. Nixon, era considerado pelos mais próximos como uma pessoa homofóbica.

A história de um assessor de Lyndon Johnson, seu antecessor na Casa Branca, que foi encontrado mantendo relações com um marinheiro, Nixon o chamou de “doente” e disse que esse tipo de pessoa não poderia ocupar cargos de confiança.

No livro, além de reforçar que Richard Nixon era gay, maltratava sua esposa e o apreço pela bebida, assessores mais próximos tinham liberdade para chamá-lo de “nosso bêbado”.

Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário