.

.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

A HISTÓRIA DE MORA

Entre o início dos anos 1970 até 1992, o Brasil passou por intensas mudanças políticas, das quais Ulysses Guimarães teve papel decisivo. O político que foi presidente da Câmara dos Deputados e também responsável por estabelecer a nova Constituição, em 1988, foi também um dos que mais lutou pela redemocratização do País durante a ditadura militar. Ao lado de Tancredo Neves, Orestes Quércia e Franco Montoro, ‘doutor Ulysses’, como era chamado, foi incessante na luta pelas Diretas Já.
À época, um jovem repórter do jornal O Globo já se destacava por sua cobertura política, sobretudo, em Brasília (DF). Ao longo desses 22 anos, Jorge Bastos Moreno foi amigo pessoal de Guimarães, o que lhe garantiu um rol de histórias exclusivas de bastidores. Algumas dessas memórias foram reunidas no novo livro “A História de Mora: a saga de Ulysses Guimarães”, lançado pela editora Rocco.
As 50 histórias foram publicadas, inicialmente, em O Globo, em 2012, nos 20 anos do falecimento do político, morto em um acidente de helicóptero com a esposa Mora. Os contos são narrados em primeira pessoa pelo jornalista, que toma emprestada a voz de dona Mora para trazer à tona o cenário dos anos 1970 até 1992.
A escolha da personagem foi mais que estratégica. Dona Mora teve papel determinante na candidatura simbólica à presidência do marido em plena ditadura militar. A seguir, Moreno fala sobre o processo de produção do livro e a cobertura de jornalismo político fora de Brasília.
Do Portal Imprensa. Confira também entrevista feita a Jorge Bastos Moreno, por Danubia Paraizo e publicada no Portal Imprensa.
Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário